Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Sporting Clube da Guiné-Bissau*

 

Bissau, 8 de Março – A vida tem destas coincidências extraordinárias. A minha estreia, como colunista, no jornal deste nosso grande Clube coincide com a minha presença em terras de Bissau.

Aqui o Sporting é forte e sente-se o sportinguismo além-fronteiras em vários pormenores e detalhes. Começam no mais evidente, que é a omnipresença da sede do Sporting Clube da Guiné-Bissau, edifício que vejo diariamente quando percorro a cidade.

Prosseguem nos jovens guineenses vestidos com camisolas do Sporting Clube de Portugal, a quem um grito dado em plenos pulmões a dizer “Spooorting” é seguido de um enorme e rasgado sorriso de companheirismo clubístico.

No meu caso, culminou com ver o jogo Sporting x Manchester City em plena Bissau rodeado de fervorosos adeptos do nosso Clube.

Do jogo não vou falar até porque não gosto de ser treinador de bancada e acho que estamos muito bem entregues aos comandos do Sá Pinto.

Mas quero partilhar convosco a portugalidade de ver um jogo do Sporting em Bissau, o nervosismo de incontáveis cigarros fumados porque o golo da vitória nunca mais chegava, o prazer de beber uma cerveja lusa acompanhada de caju, num mix de dois produtos bem emblemáticos de Portugal e da Guiné-Bissau.

Rodeado de adeptos de nacionalidade diferente da nossa, com quem se manteve agradáveis discussões de técnica durante os 15 minutos de intervalo.

E o prazer de descobrir que os sportinguistas guineenses vibraram como loucos com a nossa vitória e gritaram bem alto “Spoooorting” quando Xandão, ao minuto 51, fez o bonito com o calcanhar. Senti-me em casa. Rouco de gritar, como se a milhares de quilómetros de distância os nossos rapazes ouvissem o meu contentamento. Mas, acima de tudo, feliz porque ganhámos.

O que se pode querer mais?

 

*Texto publicado na edição do jornal do Sporting de 13 de Março 2012

2 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D