20 Mar 12

Os dois ex-árbitros do Tribunal d' O Jogo que merecem crédito (sobre o terceiro o Leonardo já disse tudo aqui) são concludentes sobre lances capitais do Gil Vicente-Sporting em que se registou um dos maiores "roubos de catedral" de que há memória nesta temporada futebolística - e raras vezes a expressão imortalizada por José Maria Pedroto me pareceu tão apropriada como ontem.

 

Sobre a carga brutal do jogador de Barcelos que aos 28 minutos só por acaso não inutilizou Xandão para a prática desportiva:

Jorge Coroado: «Guilherme foi deliberado na falta cometida: procurou, com o pé, a perna de Xandão. A falta era merecedora de cartão vermelho.»

Pedro Henriques: «Uma entrada fora de tempo, de sola e com força excessiva, que merecia cartão vermelho.»

Sobre um pretenso penálti cometido por Schaars aos 54 minutos que lhe valeu um cartão amarelo:

Jorge Coroado: «A falta, a existir, aconteceu fora da área de grande penalidade e foi fortuita. Aconteceu um ressalto que apanhou o jogador em movimento, em lance típico de bola na mão e não o contrário.»

Pedro Henriques: «Grande penalidade incorrectamente assinalada.»

 

Concordo com o Adelino: Godinho Lopes tem o dever de falar sobre a mancha negra de Barcelos com a contundência que este atentado à transparência desportiva impõe e o historial de excelência do Sporting Clube de Portugal justifica.

Quem desrespeita este clube não merece o respeito de nenhum de nós.


comentar
12 comentários:
De paulo mendes a 20 de Março de 2012 às 15:49
Boas adeptos do Grande SPORTING C.P . :

Eu nem deveria escrever isto, mas a revolta é tanta e tão grande que aqui vai disto.

Já deu para ver que não é com a nossa indignação , com exposições á Liga, ao conselho de arbitragem, á FPF , ao ministro do desporto, á UEFA, á FIFA etc.etc.

Só vejo uma solução, é que estes senhores entre eles alguns jornalistas, comentadores desportivos, e principalmente árbitros tem que apanhar um valente susto no Estádio de Alvalade nem que para isso a gente fique com o estádio interdito por uns 2 ou 3 jogos, porque se assim não for já mais nos voltaram a respeitar.

Alguns de vocês devem-se lembrar do tempo em que os árbitros só saiam do antigo Estádio de Alvalade muitas horas depois do jogo terminar e com escolta policial.

Agoram digam que somos agitadores, que incentivamos há violência no desporto etc.etc.

Saudações Leoninas
Paulo Ramsês76


De Pedro Correia a 21 de Março de 2012 às 18:01
Paulo: revolta sim, violência não. A autoridade moral deve estar sempre do nosso lado. Para podermos sempre protestar de cabeça bem erguida.
Saudações leoninas.


De Fernando Albuquerque a 20 de Março de 2012 às 18:27
Eu só não adivinho os números do euro-milhões . Quando soube que o apitador de serviço, era este "artista", disse logo, aqui neste blogue, que me cheirava a "caldeirada", pois este parasita da arbitragem é a maior aberração que anda ano após ano a desvirtuar os jogos de futebol . Incompetência ? Não acredito nesta versão. Ladrão ? A lei portuguesa não prevê que desvirtuar jogos seja punível. Então qual o defeito do "artista ?

Penso que o problema dele é ser alérgico ao verde. Com a falta de trabalho que existe no nosso País eu sugiro que o enviem para um qualquer lugar (por exemplo um deserto) onde
não veja camisolas verdes, pois em contrário vai continuar a gozar com milhões de adeptos do futebol que sem fazerem mal a ninguém , pagam o seu bilhete ou estão em casa em paz e sossego e somos obrigados a suportar um zé ninguém que constantemente tem estas atitudes provocatórias e que ninguém acaba com isto.
Este "artista", consegue azedar as pessoas, pois não acredito que alguém depois de ter visto este jogo de futebol, não pense na " roubalheira" que ele fez.
Aconteceu, na primeira parte uma "oferta" dos nossos jogadores que deram um golo aos adversários. Custa-me dizer isto, mas de vez em
quando, parece que estamos a dormir, pois é impensável sofrer golos a 30/40 metros da baliza. Já aconteceram golos deste tipo este ano e em campeonatos anteriores e sinceramente não deviam de
existir.
Depois na segunda-parte , o "artista" teve de inventar tudo e mais alguma coisa para o SCP perder o jogo.
Inventou um penalti , cuja falta se existiu é fora da grande area. O segundo penalti não teria existido.
Não vi nenhuma imagem onde se veja o J.Pereira meter mão à bola, só o "artista" é que viu.
Por outro lado não viu uma agressão aos 26 minutos ao Chandão , que levava o Gil Vicente a jogar com 10 elementos. Interrompeu o jogo por tudo e por nada, para quebrar os ataques do SCP e por fim com aquela cara de satisfação, ( que só me apeteceu dar-lhe com uma bosta de vaca ou de boi.), foi para casa todo satisfeito, pois cumpriu mais uma promessa feita a alguém e nós ficamos quietos e mudos e quem mora perto dele, até lhe deve agradecer o frete que fez. Incompetência ? Não brinquem comigo.

Saudações leoninas Fernando Albuquerque


De Jose Manuel Barroso a 20 de Março de 2012 às 23:38
O problema, Fernando, é se ele, no deserto, encontra um oásis. Lá se vão umas palmeirinhas mais, que isto do verde, para o Bruninho P., é como aqula história do «e não se pode exterminá-lo?».


De Pedro Correia a 21 de Março de 2012 às 18:02
Um árbitro alérgico ao verde é coisa muito complicada. Não devia sequer pisar a relva do estádio por causa disso.


De José da Xã a 20 de Março de 2012 às 23:42
Penso que o Sporting devia tomar uma posição de força perante alguns energúmenos que vivem e mandam no futebol em Portugal.


De Pedro Correia a 21 de Março de 2012 às 18:03
Inteiramente de acordo, José. Sem paninhos quentes.


De Rui Gomes a 21 de Março de 2012 às 14:36
Isto é um problema gravíssimo que requere medidas radicais. Reclamações, exposições, etc., são
inúteis por que não produzem quaisquer efeitos
concretos e, diria até, que são ignoradas. Durante
o período eleitoral da FPF intentei denunciar no
jornal do Sporting, na minha coluna usual, a minha
análise do que se estava a passar. O texto não me
foi permitido a pretexto de «não melindrar sensibilidades» na ocasião. Depreendi, então, que
algumas garantias tinham sido adiantadas para
assegurar o suporte do Sporting. A recompensa está à vista e antecipo que ainda não fica por aqui, uma vez que vamos ter jogos com crucial impacto na
classificação final. A essência da questão é que o
verdadeiro problema vem de cima e enquanto o
poder instalado se mantiver no trono, pouco ou nada
será alterado. Reconheço que tenho uma imaginação
algo fértil, neste contexto, porventura pelos meus
muitos anos de envolvimento no futebol e por saber
como muito é orquestrado nos bastidores. Nunca
acreditei que Fernando Gomes, braço direito de Pinto
da Costa durante mais de uma década, incluindo o
notório período abrangido pelo processo «Apito Dourado», se tenha demitido do cargo azul e branco
apenas por divergências com o presidente sobre
a contratação de certos activos. Na minha óptica, tudo faz parte de um plano mestre em que o dirigente em questão salta para a presidência da Liga e após dezoito inconsequentes meses de liderança, transfere-se para o actual verdadeiro trono, a FPF, o organismo que controla a arbitragem, a disciplina, etc. . Muito sinceramente,
não sei qual a solução, salvo o Sporting assumir uma
postura radical que, a curto prazo, lhe vai ficar
bastante cara. Como ponto final, por incompetente
que Bruno Paixão seja, e é, indiscutivelmente, muito
indica que essa conveniência emerge por conveniência. Sei que já o FC Porto e, claro, o
Sporting, em inúmeras ocasiões, mas não tenho
memória do mesmo tipo de tratamento para com o
clube do outro lado da circular. Coincidência ?

Cumprimentos e saudações leoninas. Rui Gomes

P.S. Tudo isto escrito em cima do joelho em plena
agenda de serviço. Expressa a intenção, penso.


De Pedro Correia a 21 de Março de 2012 às 18:04
Caro Rui: envie-me, sff, um comentário para esta mesma caixa de comentários com o seu 'e-mail' (que não será publicado). Para eu poder endereçar-lhe um convite.
Saudações leoninas.


De Pedro Correia a 24 de Março de 2012 às 14:24
Recebido. Com os meus agradecimentos. E um abraço.


De Rui Gomes a 22 de Março de 2012 às 15:47
Jorge Jesus surgiu hoje a corroborar, indirectamente
o receio que deixei inferido no meu prévio comentário, relativamente aos jogos que o Sporting ainda tem por disputar com impacto crucial na
classificação final. Afirmou ele: « O Sporting pode ser decisivo na definição do campeão». O cenário actual promove pouco optimismo quanto à isenção das arbitragens nesses jogos. O que ainda está por confirmar, na minha óptica, é qual dos três é que o
«sistema» intenta abençoar. Parece-me que não existe consenso absoluto quanto a esta preponderante questão.

Cumprimentos. Rui Gomes


De Pedro Correia a 24 de Março de 2012 às 14:25
De facto, Rui, essa frase do Jesus ajuda a explicar o comportamento de certas equipas de arbitragem.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

A minha costela Jota Jota

Pontos nos is.

A Europa e o Vida

Esperança

Irritação

P.O. a D.D. - A sério?

Manto de silêncio

Ódio puro e duro

Os nossos comentadores me...

Como utilizar um miúdo 15...

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
132 comentários
132 comentários
114 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds