28 Fev 12
Presidentes e treinadores
Jose Manuel Barroso

Uma das caraterísticas do Sporting, nos últimos quinze anos, é o facto de os presidentes do clube (com exceção de Soares Franco) saírem todos antes do tempo de mandato. Pelo clima de contestação interna criado, quando os resultados da primeira equipa de futebol não são os mais desejados; pela situação economico-financeira difícil - o facto é que eles todos eles se têm auto excluído da liderança. Mesmo Soares Franco considerou não estarem reunidas as condições para ir a segundo mandato, apesar de ter quase garantida a reeleição. José Roquette passou a presidência a Dias da Cunha, este viu suceder-lhe, por cooptação, Filipe Soares Franco e José Bettencourt, eleito com 90 por cento dos votos, saiu também ainda não tinham decorrido dois anos de mandato. O Sporting tem uma tendência autofágica e poucas vezes os sportinguistas se unem em torno das dificuldades. O comportamento dos adeptos é incompreensível, muitas vezes. 'Despediram' um treinador que manteve a equipa a jogar bom futebol e a disputar até quase ao fim o campeonato (não fora aquele golo do Luisão, na Luz, com falta sobre o Ricardo) e a levou à final da Taça Uefa, mas não teve mérito algum, para muitos adeptos. 'Despediram' outro que levou uma equipa de miúdos da formação a quatro Champions, mas não chegou, para muitos adeptos. Em contrapartida, alguns trataram Domingos como se ele fosse o presidente eleito pelos sócios, quando os resultados do seu período de treinador foram dos piores dos últimos anos, nesta altura da temporada. Em que ficamos?

A última década de resultados do clube foi a melhor dos últimos 50. Mas isso não fez ganhar muita auto-estima, entre os adeptos.

Do lados da gestão, qualquer sócio ou adepto poderia ter acesso à situação economico-financeira, claríssima como água desde há muito tempo. Mas, mesmo assim, por detrás da insatisfação com o futebol cresceu a contestação à gestão, a todas as gestões. Dia sim, dia não - é verdade. Quando os resultados eram bons ou aceitáveis a presença nas assembleias gerais decrescia, mas cresciam as maiorias percentuais de aprovação dos ditos orçamentos, onde, de resto, sempre espelhada era patente a crueza da (grave) situação económico-financeira do clube. Se os resultados em campo eram ruins, crescia a presença nas assembleias, os votos nos orçamentos (basicamente os mesmo) e a procura do 'culpado'.

Assisto, uma vez mais, ao que parece ser a tentativa de alguns - escondidos na sombra à espera do seu momento - de tornar mais difícil o que já é difícil. Notícias falsas nos jornais, comentários sempre desfavoráveis, dúvidas persistentes e insistentes. Se há assim tanta gente com receitas asseguradas e com certezas certas, se são Sportinguistas mesmo e apenas querem o bem do clube, porque não se unem a quem está, propondo vias melhores e revelando as poções mágicas que têm ou conhecem? Seria uma forma de contribuir para o Clube, com a generosidade de quem o ama. Ou não?


comentar
5 comentários:
De Lionheart a 28 de Fevereiro de 2012 às 18:53
"A última década de resultados do clube foi a melhor dos últimos 50."

Não é verdade.

Anos 40: 5 campeonatos, 4 Taças de Portugal

Anos 50: 5 campeonatos (incluindo o tetra) e 1 Taça de Portugal

Anos 60: 3 campeonatos, 1 Taça de Portugal e 1 Taça das Taças

Anos 70: 2 campeonatos, 4 Taças de Portugal

Anos 80: 1 campeonato, 1 Taça de Portugal, 2 Supertaças

Anos 90: 1 campeonato, 1 Taça de Portugal, 2 Supertaças

Anos 2000: 1 campeonato, 3 Taças de Portugal, 3 Supertaças


De Jose Manuel Barroso a 28 de Fevereiro de 2012 às 23:40
Eu referi 'os últimos 50 anos' e não os últimos 80, Lionheart. Mas exagerei, tem razão, a década de 60 foi melhor (e eu queria ou deveria ter escrito 'dos últimos 40', para estar certo). Mas, no respeitante, aos anos 2000, eu contei de forma menos rigorosa o campeonato de 1999-2000 como sendo parte da anterior década.´Mas, agora sim, tomei por sucesso também as quatro presenças na Champions: e, aí, mantenho. De qq modo, obrigado pela precisão.


De Lionheart a 29 de Fevereiro de 2012 às 00:38
Ciclo por ciclo, e uma vez querer comparar o ciclo a partir do projecto Roquette com o que esta' para tras, o ciclo de João Rocha ate' acaba por ser mais mais vitorioso (3 campeonatos, 4 Taças) do que o do projecto (2 campeonatos, 4 Taças), em 13 e 16 anos, respectivamente. Nas modalidades amadoras nao há comparação possível.


De Filipe Moura a 29 de Fevereiro de 2012 às 00:53
Há vários critérios. Quando o Paulo Bento levou o Sporting ao segundo lugar em 2007 (e deveria ter sido campeão, não fosse aquele golo com a mão do Paços de Ferreira), depois de ter sido segundo em 2006, há 35 anos que o Sporting não ficava acima do terceiro lugar por dois anos seguidos. Em 2009 o Paulo Bento colocou o Sporting acima do terceiro lugar por quatro anos consecutivos, algo que de facto não se conseguia desde o tetracampeonato dos anos 50.

Caro José Manuel Barroso, só discordo inteiramente em relação ao Peseiro. O Peseiro foi uma miséria no campeonato nacional (só disfarçado pela miséria que, nesse mesmo ano, foram Benfica e Porto) e teve toda a sorte ao chegar à final da Taça UEFA (não foi só na meia final). Para ainda por cima a perder em casa! Para mim é mesmo dos treinadores que eu mais quero esquecer.


De Baltazar Manuel a 28 de Fevereiro de 2012 às 21:29
Caro José Manuel Barroso

Tenho exactamente a mesma opinião...

Já à tempo que procurava a oportunidade de "falar" sobre este assunto, mas não vale a pena, porque o meu pensamento é sobreponivel com o seu.

Apenas quero vincar alguns pontos...

Muitos dos Sportinguistas têm memória curta... "correram" com o Peseiro e nunca mais tivemos uma equipa a jogar tão bom futebol... as saudades que eu tenho daquela equipa, lembro-me de um 0-4 ao Boavista no Estádio do Bessa que foi um "banho" de bola fenomenal...

Concordo também com a referência aos tempos do Paulo Bento, apesar do futebol praticado não ser tão espectacular...

Apesar de a outro nível, lembro-me também da equipa do 3-6 em Alvalade com o Benfica (que molha eu apanhei), perdemos... é verdade, o Queiroz cometeu erros... concordo, mas também acho que, apesar da enorme qualidade que reconheço ao João Pinto, aquele foi o jogo da vida dele... apesar do Benfica, na altura, ter também uma bela equipa, perdemos mais com o João Pinto que com o Benfica...
Apesar da derrota gostaria de salientar neste jogo e que, dado o resultado e as suas consequências, ninguém falou nisso, o "banho" de futebol que o Sporting deu nos primeiros 20/25 minutos, com Figo, Paulo Sousa e companhia... depois foi João Pinto... temos que ter fair play e aceitar a derrota.

Em resumo, apenas lembrar que somos daqueles clubes que gosta de dar "tiros nos pés" e destruir, não tendo paciência, os trabalhos que estão a ser bem feitos e com boas perspectivas de futuro...

Como gostaria que todos os Sportinguistas pensassem duas... três... quatro vezes antes de começar a criticar tudo e todos, porque nós não precisamos que os "outros" nos ataques, porque nós, com muita tristeza minha, derrotamos-nos a nós próprios... que desperdicio.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Os nossos comentadores me...

Os melhores prognósticos

O dia seguinte

Nem se dão ao incómodo de...

Os nossos comentadores me...

Isto é o Sporting!

Limpinho, limpinho

Ao Edmundo

Pódio: Bruno César, Gelso...

A diferença entre erro e ...

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

golos

clássicos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

slimani

liga dos campeões

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
132 comentários
114 comentários
112 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds