Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

A Academia é identidade

 

O que têm em comum estes jogadores? São todos produtos da nossa Academia. Uma das coisas que mais confusão me fez e faz em Alvalade é a atitude de alguns, demasiados, adeptos/ sócios em relação aos nossos "meninos". No passado, jogadores como Quaresma, Nani, Miguel Veloso, Varela, Djalo, entre outros, foram constantemente brindados com mimos das bancadas. A cada finta falhada, passe desviado ou remate ao lado o resultado era invariavelmente o mesmo: assobios. Os Sportinguistas têm dois tipos de "paciência": a dos estrangeiros e a dos produtos da Academia. Estes últimos deviam ser o nosso orgulho máximo. Deviam ser apoiados a cada lance. Deviam ser o espelho da nossa identidade. Nas últimas épocas o agora chamado São Patrício era assobiado várias vezes por jogo em Alvalade, Pereirinha idem e esta época a vítima máxima do tribunal de Alvalade tem sido o André Santos. Isto para mim é incompreensível e até me envergonha. Uma das opções que mais me custaram a engolir do nosso anterior treinador foi a de "pôr de lado" a nossa formação. Eu também concordo que na altura do Paulo Bento a aposta na nossa formação foi exagerada. Talvez mais por condicionantes económicas do que por opções técnico/tácticas. Mas mesmo com essa aposta ganhámos taças, lutámos até ao fim por 2 campeonatos, ficámos sempre em 2º lugar, fomos aos oitavos de final da Liga dos Campeões e passámos do pote 4 para o pote 2 no sorteio da mesma competição. Por concordar que não era suficiente para um clube da nossa grandeza defendi que se devia apostar na formação mas com um suporte válido de contratações de jogadores com qualidade inquestionável e que transmitissem experiência ao plantel. Era importante tirar responsabilidade e carga de cima dos ombros da nossa formação mas sem nunca deixarmos de apostar com convicção na mesma. Talvez por isso o empate em Varsóvia me tenha dado um gozo especial. Ver entrar na segunda parte o Daniel Carriço, o Pereirinha e o André Santos e serem estes a ter um papel preponderante na eliminatória deu-me um prazer enorme. Gostava muito que o nosso treinador, Sá Pinto, continuasse esta aposta. E há tantos aí a aparecer para a próxima época... AdrienCedric, Nuno Reis, Wilson Eduardo... e muitos dos juniores de quem se diz que é a melhor leva que a Academia já produziu. 

Os clubes, tal como as sociedades, sem identidade não são nada. Temos de saber honrar o nosso ADN. Temos de defender o que é nosso. 

Uma das frases, com a qual concordo, que mais ouvi em relação ao Sá Pinto foi que é um dos nossos. Tal e qual todos os jogadores saídos de Alcochete.

O Sporting tem agora (como já tem há muitos anos!) uma oportunidade única. Um clube que tem todos os anos vários jogadores com qualidade a sair da formação, identificados com o clube, em quem os sócios se revêem (ou deviam rever...) tem tudo para ser um clube pujante e ganhador. 

Saiba a direcção tirar esse aproveitamento e consigam os sócios perceber a mina de ouro que ano após ano estamos a desaproveitar. 

 

P.S.- Antes que me venham dizer que a Academia não gera assim tanto talento vão ver às várias selecções nacionais dos últimos anos quantos dos jogadores lá presentes foram formados por nós. E, já agora, dos 23 que vão ao Euro quantos saíram de Alcochete?

 

Saudações Leoninas 

5 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D