Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

És a nossa Fé!

Da derrota do Porto, eu tenho isto para dizer

 

Quando o vi ao longe, já sabia que vinha na minha direcção o bosteiro  mais determinado da estrumeira. Eu era apenas uma minhoca magra e feia a tentar fugir aos predadores. Ele era forte e tinha uns rapagões amigos que despedaçavam tudo à sua volta. Tinha assumido funções ainda mal acabara o desenvolvimento larval porque o bosteiro anterior rumara para outros campos, mas contava com o apoio dos melhores escaravelhos que já triunfaram no competitivo mundo do estrume. Quando chegou junto mim, simulou um ligeiro aceno com as antenas, mas a verdade é que me pisou com aquele corpanzil. Como sou uma minhoca comprida, magra e doente, ele demorou uns bons 10 minutos a passar-me a ferro. Fiquei toda amolgadinha. Não te vi!, disse-me, mas não leves a mal, pá, estou irritadíssimo. Fiquei calada para tentar respirar. Ontem, os nossos bosteiros dominaram por completo o arremesso de bolas de estrume, mas foram os outros que venceram. Continuei calada. O tipo estava mesmo irritado e insistia em ter vencido apesar da humilhação. Só depois de garantir uma boa distância que evitasse levar um chapadão é que articulei as primeiras e únicas palavras. Não leves isso tão a peito. Vocês são uma espécie superior nesta estrumeira onde vivemos. Vocês são coprófagos, os mais aptos a sobreviver no meio da porcaria. É por isso que têm triunfado nesta bacia de esterco onde estamos. Habituaram-se a viver, digamos, no meio da merda, clarifiquei a medo. E não têm parado de ganhar competições, terminei. Respondeu sem olhar para mim. Eu sei, tens razão, minha reles, somos uma espécie dominante, os reis da coprofagia. Abanou ligeiramente a carapaça. Estava revigorado. Sabes, vou enrolar mais umas bolas de estrume antes que apareça por aí outro escaravelho para o meu lugar. Antes de terminar a frase dirigiu-se na minha direcção e tornou a passar-me a ferro. É por isso que hoje acordei cheia de dores aqui nestas articulações, mas com um certo sentimento de felicidade. Serei uma má minhoca?

3 comentários

Comentar post

{ Blog fundado em 2012. }

Siga o blog por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D