22 Fev 12
Assobiadores de serviço
Jose Manuel Barroso

Há quem ache que vencer uma crise se faz por um toque de mágica. Não é assim. A vontade de melhorar, por parte da equipa técnica e dos jogadores, é evidente, mas há muito caminho a percorrer. No campo tecnico-tatico e no anímico. Animicamente, é preciso trazer a equipa para cima, ajudá-la a emergir de novo. Esta é uma missão de todos e nesse todos se incluem todos os adeptos. É o momento de dizer, com o nosso estímulo, «vocês são capazes, já foram capazes e acreditamos que o serão de novo». E qual é o nosso estímulo? O incentivo, o aplauso. Confesso que, em Alvalade, por vezes me irrita a equipa ou um ou outro jogador, mas a última coisa que me passa pela cabeça, quando tal acontece, é assobiar os nossos.  Assobiar é uma forma de negar o estímulo, de não ajudar a criar um clima de auto-confiança. No último jogo, contra o Paços, e num momento em que a equipa precisava do «you'll never walk alone», uma parte dos adeptos assobiou a equipa e um ou outro jogador! Afinal, quando assobiamos, estamos a apoiar «os nossos» ou os outros? É uma pergunta singela, mas creio que essa singeleza diz tudo: os «nossos» ou os outros? Na verdade, a equipa vinha de um jogo difícil, disputado num terreno difícil e em condições climatéricas muito difíceis tambem - e onde obteve um resultado muito positivo. Após o jogo em Varsóvia fez uma viagem longa e 72 horas depois estava a jogar em Alvalade contra tudo: o cansaço, a rotina de resultados menos bons, a impaciência dos adeptos, até o incompetente e cobarde árbitro que lhe calhou em rifa. Apesar de tudo, venceu. Que se pode pedir mais, agora? porquê assobiar? Vinte e oito mil adeptos, num momento destes, é só por si um sinal de confiança... que os assobios de uma minoria frustram. Comparando eu Varsóvia com Moscovo, recordo as palavras de Mourinho: «jogar com menos dez graus não é igual a jogar com dez positivos», nem o estado e tipo de relvado são indiferentes. E as de João Pinto, o «nosso» campeão da era Jardel, a propósito do que é jogar após uma partida desgastante (como a que Sporting fez contra o Legia): «O desgaste físico tira discernimento, o que faz com que os jogadores pensem de forma mais lenta e, pensando mais lento, perde-se a dinâmica. A reação às jogadas não é feita com a mesma rapidez, as linhas de passe não são as mesmas». Será assim difícil entender isto, que Mourinho e João Pinto frisaram? Pois é, os assobiadores que leiam um pouco mais, leiam de quem sabe, e passem a sua energia para as mãos e para os cantos. «You'll never walk alone»!!


comentar
3 comentários:
De Baltazar Manuel a 23 de Fevereiro de 2012 às 11:21
Tenho estado para escrever sobre este assunto à já algum tempo e vou aproveitar este post do José Manuel Barroso para "dizer" que: NÃO PODIA ESTAR MAIS DE ACORDO... APOIO A 100%, 200%, 300%...
Mas quero acrescentar mais qualquer coisa...
Gostaria de tentar, na minha "santa ignorância" perceber os assobios...
O facto de não os perceber e de não concordar não quer dizer que não os respeite, porque cada um está no direito que expressar a sua opinião da maneira que melhor entender, mas, confesso, que me é difícil entender...
Eu, sempre que vou ver um jogo ao estádio (e este ano apenas falei o Marítimo para o campeonato por me encontrar de férias) tenho as seguintes prioridades:
1ª QUE O SPORTING GANHE;
2ª SE POSSIVEL COM UM BOM JOGO E UM BOM ESPECTÁCULO;
3ª TENTAR DIVERTIR-ME NO INTERIOR DO NOSSO MARAVILHOSO ESTÁDIO JUNTO DE MILHARES DE SPORTINGUISTAS COMO EU.
Estas minhas prioridades levam-me a fazer algumas afirmações e algumas perguntas.
- Da parte que me toca, a nossa equipa pode sempre contar com o meu apoio, as minhas palmas, os meus cânticos, independentemente, que poder ficar momentaneamente insatisfeito com algum período menos bom da equipa ou de algum jogador e porquê? Porque considero que só dessa forma posso dar o meu humilde contributo para o sucesso da nossa equipa. E pergunto? Partindo do princípio que todos ou a maioria dos que estão no estádio são sportinguistas e pretendem que o Sporting ganhe, porquê assobiar? Que contributo é que estão a dar à equipa com o vosso assobio? Acham que com os assobios a equipa vai passar a jogar melhor? Ou que os jogadores ficam mais calmos e por um milagre começam a jogar melhor? Eu acho que não, antes pelo contrário, só estão a contribuir para que joguem pior ou será que isso é assim tão difícil de entender... a não ser que... quem assobia não queira que o Sporting ganhe, fazendo o "jogo" dos nossos adversários!!!! Não quero acreditar nisso, mas... não é nada que já não me tenha passado pela cabeça... ACHO QUE VALE A PENA COMEÇARMOS A PENSAR NISTO!
Aproveito para partilhar algo que me marcou no inicio da temporada, no jogo daquela série de vitórias que o Sporting conseguiu…
Ficou-me na memória um comentário, já não me recordo se na rádio se na televisão em que o comentador mostrava a sua estranheza pelo facto de ter assistido ao público de Alvalade a aplaudir (o prazer que me deu assistir e participar nesses momentos) os jogadores e a equipa quando estes erravam… Não estou enganado não… foi mesmo assim, quando se falhava um passe, quando se cometia um erro… o publico aplaudia e isso tinha feito muita confusão ao comentador…
É fácil de explicar… a equipa estava em alta, os adeptos moralizados, toda e qualquer acção era aplaudida e não tenham dúvidas que esses aplausos (no erro) contribuíram e muito para a confiança dos jogadores, possibilitando aquela bela série de resultados.
Agora pergunto… porque não continuar a fazer o mesmo? Só porque os resultados não têm sido tão bons como nós gostaríamos? ERRADO… se formos por essa espiral derrotista e insistirmos nos assobios não vai ajudar nada, antes pelo contrário, só vai contribuir para que os resultados piorem… por isso, VAMOS APLAUDIR, VAMOS INCENTIVAR DO PRIMEIRO AO ÚLTIMO MINUTO, MESMO QUANDO A EQUIPA JOGA MAL, MESMO QUANDO QUALQUER JOGADOR FALHA UM PASSE OU JOGA PARA TRÁS… SE O FIZESMOS VAMOS ESTAR A CONTRIBUIR PARA MELHORES RESULTADOS DO NOSSO SPORTING!

Para mim a prioridade número um é sempre que o Sporting ganhe, nem que seja por "meio a zero" e nem que jogue mal, porque entre jogar mal e ganhar e jogar bem, com um bom espectáculo e não ganhar eu escolho, claramente, a primeira opção. Lembram-se dum Sr. chamado Trapattoni? Lembram-se como o nosso rival ganhou esse Campeonato? Será que, por o futebol não ter sido bonito, não contou como qualquer outro? Os adeptos do nosso rival festejaram menos por terem ganho a maioria dos jogos com dificuldade, não jogando bem e atirando "bolas para o quintal"? Sinceramente não me parece... Por isso, volto a dizer, pensem bem antes de assobiar e perguntem-se se, de que forma, com essa atitude, estão a ajudar a que a equipa tenha melhores resultados...


De Baltazar Manuel a 23 de Fevereiro de 2012 às 11:23
Assobios só para os jogadores adversários e para o árbitro, quando merecem… será que os Sportinguistas ainda não perceberam que ao assobiarem a equipa também estão a dar cobertura a que “Srs” árbitros mais “habilidosos” possam continuar a fazer vergonhosas actuações, como ainda vimos no passado domingo? “Eles” (árbitros), com os assobios do publico à própria equipa sentem-se mais “confiantes” para poderem prejudicar-nos como quiserem… “Então se os próprios adeptos associam o seu clube, porque é que eu (árbitro) não posso também dar um “ajudinha” a “enterrá-los” ainda mais? OU TÊM DÚVIDAS QUE ESTE TIPO DE PENSAMENTO PASSA POR “AQUELAS” CABEÇAS (ALGUMAS DELAS BEM MALDOSAS)?


Nota: Percebi a impaciência de algumas “franjas” de adeptos quando a equipa, neste último jogo contra o Paços de Ferreira, trocava a bola no seu meio campo, não progredindo no terreno…
Eu percebo essa insatisfação, mas também quero lembrar o seguinte… quem é que ainda não percebeu que a táctica da maioria das equipas que vêem jogar a Alvalade é “fecharem-se lá atrás”, esperarem os ataques “desenfreados” do Sporting, à espera que errem para tentar apanhar a equipa em “contrapé” em rápidos contra-ataques? Quem ainda não percebeu percebe pouco de futebol… E o Paços de Ferreira foi mais um exemplo disso… E é por isso que tenho que tirar o chapéu à equipa do Sporting e ao seu treinador porque fizeram exactamente o que, na minha opinião, deveriam ter feito… conservar a posse de bola, principalmente depois de estar em vantagem (não deixando de admitir que não é bonito, não é apelativo ao olhar, mas é eficaz e pragmático e isso é que interessa nesta fase… vitórias e pontos… o bonito vem para depois). É que enquanto a bola está na posse do Sporting, o adversário não consegue atacar, certo? E não sei se repararam que essa postura surpreendeu a equipa do Paços (tendo o próprio treinador admitido) porque mesmo com o Sporting trocando a bola no seu meio campo, a equipa do Paços não desfez o “autocarro”, não mostrando por isso qualquer interesse em recuperar a posse da bola… por isso OS MEUS PARABÉNS Á EQUIPA PELA VITÓRIA (recordo que o ano passado perdemos 3-2!!!!!)


De paulo mendes a 23 de Fevereiro de 2012 às 13:45
Boas povo adepto do Grande SPORTING C.P . :
Sou e sempre serei contra quem assobia o nosso grande SPORTING pois apesar da situação em que nos puseram continuamos a ser muito grandes. No que diz respeito ao futebol que jogamos é muito triste ver a nossa equipa jogar de vagar de vagarzinho com uma única preocupação de colocar sempre a bola no jogador mais recuado alias temos lá alguns jogadores portugueses que se dizem Sportinguistas desde que nasceram mas que já estão a pensar na convocatória para o europeu pois nos lances divididos com mais virilidade tiram o pé.
Saudações leoninas
Paulo Ramses76


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Cambada de chulos

Não te deslumbres, Rui Vi...

Os nossos comentadores me...

Fanfarronice ou será que ...

Prognósticos antes do jog...

Os nossos comentadores me...

Leoas às sextas

A minha costela Jota Jota

Pontos nos is.

A Europa e o Vida

Arquivo

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

memória

comentários

selecção

bruno de carvalho

leoas

vitórias

prognósticos

há um ano

jorge jesus

campeonato

balanço

slb

arbitragem

benfica

mundial 2014

jogadores

rescaldo

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

eleições

euro 2016

árbitros

ler os outros

futebol

clássicos

golos

comentadores

nós

marco silva

crise

scp

cristiano ronaldo

análise

chavões

formação

humor

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
114 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds