09 Set 13

Os dados agora vindos a lume sobre o vendaval de loucura que varreu o Sporting durante o anterior mandato tornam ainda mais urgente a auditoria de gestão presentemente em curso para honrar a promessa feita por Bruno de Carvalho aos sócios.

Há muitos aspectos chocantes no relatório e contas referente à época 2012/13, agora divulgado. Mas nada me escandalizou tanto como saber que Elias - a mais cara e inútil contratação de sempre na história do Sporting - custou não os 8,8 milhões de euros que tinham sido anunciados, quantia que já era inaceitável num quadro de gestão rigorosa e competente, mas 11,15 milhões de euros, segundo o último comunicado enviado à CMVM.

Parafraseando Churchill, num contexto muito menos heróico, nunca o Sporting ficou a dever tanto a tão poucos. Precisamente a alguns dos que menos fizeram pelo prestígio do clube, o que nos custa ainda mais. Percebe-se agora ainda melhor porque estivemos quase a bater no fundo.

É bom que todas estas informações circulem. Para que os tempos de pesadelo não regressem. Nunca mais.

 


comentar
16 comentários:
De PRB a 9 de Setembro de 2013 às 02:33
Duvido muito que a auditoria de gestão venha alguma vez a ver a luz do dia (ou, a ver a luz do dia, que seja conclusiva). Parece-me ser a única moeda de troca que o Sporting tinha para dar nas negociações com os bancos, e palpita-me que foi isso que sucedeu. Se assim foi, acho bem. Por mais que seja importante sabermos o que se passou, é bem mais importante criar condições para sair do buraco, assegurando depois que não voltamos a lá entrar.


De Pedro Correia a 9 de Setembro de 2013 às 09:35
Enquanto não chega a auditoria, promessa que terá de ser cumprida, vamos ficando a saber que um jogador cuja chegada foi anunciada "a custo zero" teve afinal custos de três milhões e meio. Com estas e muitas outras, é quase um milagre que o clube não tenha mesmo batido no fundo.


De PRB a 9 de Setembro de 2013 às 14:39
"Custo zero" nunca é custo zero. O Labyad não vinha para o Sporting em troca de nada, e €3,5M não me parece muito para o que ele prometia na altura. O problema foi a falta de transparência no negócio, mas talvez se justifique por a direcção não querer pôr em cima do jogador a pressão de ser conotado com um prémio daqueles.

O clube não bateu no fundo por se gastar muito mas sim por não se tirar rendimento do que se gastava. Isto sempre foi mais um problema de gestão desportiva do que propriamente outra coisa. Felizmente, a gestão desportiva parece estar bem melhor.


De Pedro Correia a 9 de Setembro de 2013 às 22:35
O caso do Elias é o mais sintomático de todos: investimento máximo, rendimento mínimo.
Com os números reais só agora bem à vista.


De Panurgo a 9 de Setembro de 2013 às 09:57
Já se sabe que nunca há custo zero. O engraçado agora é, finalmente, podermos ver quem é que recebe a massa para além do jogador, e que tropelias inventam para o dinheiro chegar às mãos de quem deve. Foi pena o Labyad ter saído furado - pensava que seria um grande jogador para o campeonato português, enganei-me.

Também muito engraçado tem sido ver os salários da dita «estrutura», termo também ele engraçadíssimo que definia o bando de incompetentes e inúteis que parasativa pelo nosso clube. Há que render guarda, aquela gente não presta para nada, mas lá que sabem tratar-se, lá isso sabem. «Gestão profissional e de topo», nem mais.


De Pedro Correia a 9 de Setembro de 2013 às 22:36
Repito consigo: gestão profissional e de topo. Sem obscenos salários milionários a gente que não merecia a décima parte do que sacava do Sporting.


De Panurgo a 9 de Setembro de 2013 às 22:53
Era uma ironia a essa ladainha que ouvimos na última década; a tal «gestão de topo» feita por analfabetos que aprenderam meia-dúzia de palavras em inglês, conduziu um clube centenário à ruína - lá me haverei de rir quando aparecer pelos jornais uma justificação qualquer para o prejuízo de 44 milhões do último exercício. Aliás, já um certo aristocrata veio apodar de mentirosos os membros da actual direcção, e que não, que não recebeu nem um tusto do clube.

O que eu quero não é uma gestão de topo e profissional; quero é senso-comum, carácter, ética, e, caramba, isto é futebol, um bocado de paixão em quem tem o privilégio de comandar o nosso navio. E, já agora, que se ajustem contas com os criminosos que por lá passaram. Criminosos, e mentirosos, quando diziam que a «culpa era de todos»; era o que faltava esse bando de canalhas passar impune.


De Pedro Correia a 10 de Setembro de 2013 às 12:23
Seria "gestão de topo", mas invertida. O topo, afinal, estava na base.


De Anónimo a 10 de Setembro de 2013 às 10:52
É incrivel o que exigem em meio mandato ou não há noção nenhuma do SCP em 2011 ou hoje, porque também vai ser válido para a actual direcção. Mas dou um exemplo, Bruma não valia metade do que já valeu. Quer-me parecer que 5 Milhões devem ter chegado para os salários que tanta confusão fazem.


De Pedro Correia a 10 de Setembro de 2013 às 12:24
Bruma partiu. Que aprenda rapidamente a soletrar "sucesso" em turco - é o que lhe desejo.


De Anónimo a 10 de Setembro de 2013 às 16:20
Agora e no mês de Agosto?


De Pedro Correia a 10 de Setembro de 2013 às 20:13
Em Agosto ou noutro mês qualquer.


De jorge a 9 de Setembro de 2013 às 11:18
Não sei onde iriamos parar se não houvesse as eleições (por maus resultados desportivos -diga-se). O sporting não tem salvação diria Nobre Guedes. Andamos aqui todos iludidos com promessas de roquete de 1994. perderam-se quase vinte anos. perdeu-se um património, um estádio, (para outro de cores à Taveira), um centro de estágio longe de Lisboa, sócios e adeptos sofridos e magoados pelas épocas de amargura. Para finalmente temos um presidente que nos enche as medidas. Mas o caminho é longo e demorado que nos irá conduzir às glorias novamente. Vamos Sporting. Levanta-te e Anda.


De Pedro Correia a 9 de Setembro de 2013 às 22:37
O caminho é demorado e difícil, não tenhamos ilusões de qualquer espécie.


De Anónimo a 10 de Setembro de 2013 às 10:46
a auditoria de gestão presentemente em curso? No mesmo curso dos 20 Milhões no dia 24? Raio de curso.


De Pedro Correia a 10 de Setembro de 2013 às 12:25
Pode ter a certeza que chegará. E que vai emudecer certos espaços de opinião. Os mesmos que ficaram mudos agora, perante o relatório e contas de 2012/2013 - época de tristíssima memória para o Sporting.


Comentar post

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Hoje giro eu - o Rei vai ...

Vamos ter saudades dele

Porque hoje é Quarta-feir...

Leitura recomendada

A frase

Balanço dos 3 primeiros j...

Catorze passarinhos e um ...

Poucos se salvaram numa e...

Hoje giro eu - Equipa da ...

Na Mouche?

Facebook
És a Nossa Fé no Facebook
Twitter
És a Nossa Fé no Twitter
Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

selecção

leoas

bruno de carvalho

prognósticos

jorge jesus

balanço

slb

há um ano

vitórias

campeonato

jogadores

benfica

eleições

rescaldo

arbitragem

mundial 2014

taça de portugal

golos

nós

ler os outros

liga europa

godinho lopes

futebol

árbitros

clássicos

euro 2016

comentadores

cristiano ronaldo

scp

formação

humor

análise

crise

chavões

liga dos campeões

derrotas

william carvalho

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
142 comentários
138 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds