25 Mai 17

Vem hoje na capa d' A Bola que Bruno de Carvalho, caso não seja campeão nesta época que se avizinha, pondera marcar eleições para o Verão do próximo ano.

Confesso-me preocupadíssimo com o abandono do meu presidente, três anos antes do final do mandato, a sério. Para já porque será sinal de que não seremos campeões...

Já se ele fosse arguido pela pratica de crimes de burla qualificada, falsificação e branqueamento de capitais que terão causado um prejuízo de milhões de euros ao antigo Banco Português de Negócios e que foram pagos por todos nós, estivesse implicado num caso de tráfico de coca-cola, mas fosse campeão, eu estaria tranquilíssimo.

Tags:

comentar ver comentários (2)

dc78f05349db8d7597dbf2a13fe2eb16[1].jpg

 

Existe no futebol uma espécie de justiça poética que tem seduzido tantos homens das artes e do pensamento: no fim de tudo, ela resgata os adeptos de incontáveis fracassos e decepções.

Na funesta época de que nos despedimos, essa justiça poética envolveu no seu doce manto dois membros da ilustre famiglia Pinho, domiciliada em Arouca. O filho do pai e o pai do filho protagonizaram em Alvalade um triste trecho de vaudeville digno das barracas de saltimbancos de antanho, cuspindo infundadas acusações ao presidente do Sporting dignas do menino malcriado e queixinhas da última fila da mais impenitente turma do ensino básico.

Tornados fugazes heróis de turno por meios de comunicação sempre prontos a fazer notícia do cão que alça a pata para mijar na escada, filho e pai juraram vinganças épicas contra o Sporting Clube de Portugal, que os dobrou sem espinhas no relvado,  e .

Esfumaram-se desde então: a tal imprensa de vão de escada nunca mais lhes passou cartucho. E agora o próprio clube a que ainda presidem evaporou-se da primeira Liga, baixando sem remissão ao andar de baixo.

Enquanto esta justiça poética acontecer nunca deixarei de sentir fascínio pelo futebol.


comentar ver comentários (8)

«Jorge Jesus faz gala em cuspir no prato da sopa... Conta a história à sua maneira, ignora o que fizeram Boloni, Inácio ou Malcolm Allison e como conseguiram ganhar títulos pelo Sporting, sonha com o que tinha no Benfica, está desiludido. Só tem que viajar para onde possa ser feliz, a China por exemplo...»

SportingSempre, neste texto do Rui Cerdeira Branco


comentar ver comentários (3)
Balanço (1)
Pedro Correia

Rui-Patricio-438362[1].jpg

 

O que escrevemos aqui, durante a temporada, sobre RUI PATRÍCIO:

 

- Paula Caeiro Varela: «Porque é que no dia em que Rui Patrício é nomeado para a Bola de Ouro há um site de um jornal português que considera de absoluta pertinência e essencial essa informação de que "indianos dizem que Rui Patrício não merece estar nos nomeados"?» (26 de Outubro)

- Francisco Vasconcelos: «[Na baliza] ficaria com: Rui Patrício, Beto, Pedro Silva.» (4 de Novembro)

- Eu: «Faz hoje dez anos que começaste a defender a baliza na equipa principal do Sporting, parando uma grande penalidade nesse jogo de estreia. Missão que continuas a desempenhar com zelo e brio, sem te pesar no ego o brilhante título de campeão europeu e a eleição como melhor guarda-redes do continente em 2016.» (19 de Novembro)

- Edmundo Gonçalves: «Como há males que vêm por bem, aquela prestação miserável da defesa na primeira parte proporcionou uma exibição de sonho a Rui Patrício, que tão precisado andava de algo assim.» (20 de Fevereiro)


comentar
24 Mai 17
Boas notícias
Pedro Correia

 

Iuri Medeiros com lugar garantido no plantel na próxima temporada.

 

Alan Ruiz acelera recuperação física na Argentina.

 

Petrovic incluído na lista de dispensas do Sporting.

 

Direcção leonina prepara-se para vender Bryan Ruiz: 5 milhões já bastam.

 

 

 


comentar ver comentários (27)

Uma virtude que se saúda é a capacidade de rir de nós próprios.

Revendo cada um dos 10 palpites que, no início da época, vários blogueiros do "És a Nossa Fé" partilharam com os leitores, não poderemos deixar de dar um sorriso largo. Muito largo, mesmo. Senão vejamos:

 

1. Cinco primeiros classificados

Rui Cerdeira Branco furou a unanimidade, prevendo o Benfica campeão. Infelizmente, esse acerto foi acompanhado da previsão de um lugar europeu para o...Arouca.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

2. Despromovidos

Chapeau para João Távora que acertou em quem diria adeus à Liga NOS e logo pela ordem certa.

 

3. O Sporting será o ... e mais 10

A escolha cá de casa recaiu no Bas Dost.

Infelizmente, o Thundergoleador chegou a Alvalade já depois do lançamento dos palpites.

 

4. O Hérnan foi de Barcos e o próximo a ir de vela será o ...

A escolha cá de casa recaiu no Markovic, que foi de vela ainda antes do campeonato terminar.

O flop sérvio chegou a Alvalade já depois do lançamento dos palpites.

 

5. A defesa do Sporting irá sofrer, no máximo, até ... golos

A larga maioria apostou que as redes do São Patrício só seriam furadas em 20 ocasiões. Infelizmente, foi quase o dobro.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

6. A maior goleada do Sporting irá cifrar-se em ... golos marcados

Menos de 5 é derrota, assim vaticinaram os apostadores neste tópico.

E foi derrota mesmo. A nossa veia goleadora só conseguiu chegar ao máximo de 4 golos (casos de Estoril, Paços de Ferreira, Tondela, Boavista e Chaves).

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

7. O homem-golo do Sporting irá marcar, no mínimo, ... golos.

À semelhança do ano anterior, João António vence neste palpite, tendo vaticinado um mínimo de 33 golos para o artilheiro-mor leonino.

 

8. Quantos jogos perde o Sporting em casa?

Alvalade não rima com fortaleza. Foram dois grandes desgostos, um dos quais creio que nenhum dos blogueiros viu alguma vez em vida.

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

9. Qual será o número de jogos seguidos do Sporting a vencer no campeonato?

Muita fortes os palpites neste tópico. A média rondava as 12 vitórias seguidas. Foram muito menos, 4. 

Vencedor: bola (dito em modo JJ).

 

10. O score de vitórias frente a Benfica e Porto será de...

Uma apenas, só para esta secção não ficar em branco.

Mantendo a coerência da maior parte dos vaticínios anteriores, o vencedor foi: bola (dito em modo JJ).

 

***

Dez palpites depois e o especialista 2016/2017 do "És a Nossa Fé" é...João Távora e João António, com 1 aposta certa cada um. Muitos parabéns!

 

Vencedor 2015/2016: Pedro Correia

Vencedor 2014/2015: Filipe Arede Nunes


comentar ver comentários (3)
Indigno
Pedro Correia

Para os devidos efeitos, comunico o seguinte: esgotou-se o que sobrava da minha paciência leonina face à sucessão de recados em cascata entre o presidente e o treinador, profusamente distribuídos nas últimas duas semanas em redes sociais, conferências de imprensa"fontes próximas" e títulos de jornais.
Haverá quem lhe chame "política comunicacional". Para mim, isto é indigno do prestígio e do historial do Sporting. Tolerância zero, sim, para esta maneira de gerir o futebol em Alvalade por quem não consegue perceber que somos donos do silêncio e escravos das palavras.


comentar ver comentários (32)

«Há mais hipóteses de sermos campeões com a academia do que com Douglas, Elias, Meli, Castaignos, Petrovic, Markovic, etc. É suposto usarmos a academia e 4-6 jogadores contratados que venham para fazer a diferença. JJ mostra uma personalidade desagradável. Incapaz de persuadir, unir e liderar. Precisamos de laterais e de um ponta de lança. Nada mais. Ponto final.»

MB, neste meu postal


comentar ver comentários (3)

Sinal dos tempos: o Sporting venceu por 4-1 o Chaves, equipa-sensação do campeonato, e o pessimismo era tanto por cá que ninguém foi capaz de prever a goleada - aliás apenas a segunda da época nesta prova.

Daqui a poucos dias farei o balanço geral dos prognóstico que aqui foram sendo registado ao longo desta Liga 2016/17, que para nós foi de má memória.


comentar ver comentários (2)
23 Mai 17

Ora bem... Bas Dost termina o primeiro ano no nosso campeonato com o impressionante registo de 34 golos marcados. É obra!

Foi o melhor marcador em Portugal, mas não na Europa onde até há pouco liderou a par de um tal de Messi. Coisa pouca...

Em termos estatísticos pouco mais há a dizer. O holandes foi o jogador leonino mais influente e mais consistente.

Tivesse ele uma equipa essencialmente equilibrada e assertiva, provavelmente estariamos hoje aqui a falar de outros números e outras conquistas.

Será bom que o próximo treinador do Sporting, seja ele qual for, assente a futura equipa à volta do gigante Dost. Em vez de começar de trás para a frente, como é muito comum em muitos treinadores (José Mourinho é um desses exemplos), não seria de todo despiciente preparar a equipa ao contrário. Não me preocupa nada sofrer três golos, se consigo marcar quatro ou cinco.

Por fim agradeço a Bas Dost o que fez pela nossa equipa. Tem já um lugar garantido na galeria dos nossos grandes atletas.

Falta somente dizer que após o desafio que eu lancei aqui comunico que ninguém ganhou o dito.

A partir de Agosto haverá mais.


comentar ver comentários (4)
Mais do mesmo
Pedro Correia

Onze jogadores da formação leonina na pré-convocatória da selecção nacional para a Taça das Confederações. Nada que surpreenda seja quem for.


comentar ver comentários (17)
E agora?
Edmundo Gonçalves

A ser verdade que o sons... Marco Silva vem para treinar o FCPorto, como vão descalçar a bota "A Bola" e "Record", que tanto o têm trazido nas palminhas?

Não haverá aqui um conflito de interesses com a sua própria linha editorial?

 

 

Nota: Excluo "O Jogo" por razões óbvias.


comentar ver comentários (22)
O ano que vem
Pedro Boucherie Mendes

 

Na próxima época, Sporting e Porto estarão unidos num objectivo importante: impedir que o Benfica seja penta. A questão é meramente simbólica mas sabemos como essas são sempre as mais importantes. Para o Porto o desafio é maior e mais grave, o que poderá funcionar como motivação na medida em que cada jogo (do campeonato) poderá ser jogado como uma final. No Sporting, acredito, estaremos mais concentrados em ser campeão. 

O vídeo árbitro (VD) será o principal destaque da próxima Liga dê lá por onde der. A polémica vai ser imensa, com os programas das televisões a terem aqui um novo inimigo porque, como se calcula, o VD é bom quando beneficia a nossa equipa e mau quando nos falha.
Acredito que seja sobretudo o Benfica o clube a ser mais condicionado pelo VD. O segredo dos últimos títulos (pelos menos dos últimos dois) está (também) na generosidade arbitral para com a raça de Luisão, Fejsa e Samaris em campo. Agora que sabem que podem ser expulsos por vídeo talvez estes jogadores se resguardem. É também por este motivo que acredito que o Porto deveria vender Maxi e o Sporting Adrien. Da mesma forma que o VD actuará em penalties, gostaria que fosse activado em simulações dos mesmos, embora não sei se isso está previsto. Interessante notar que um treinador como JJ, adepto de futebol atacante, positivo e organizado possa beneficiar do VD e um treinador mais invernoso, resultadista e focado na batalha do meio campo como Rui Vitória possa ser prejudicado. O Porto terá de ter em atenção este “novo” futebol na formação do plantel e na aquisição de novos jogadores.

O futebol é muito diferente e espectacular hoje em dia (quando comparado com quando eu era garoto, há uns 30/35 anos) por dois motivos: a lei do fora de jogo permitir que a jogada seja legal quando o avançado está em linha e os guarda-redes não poder jogar com as mãos se a bola lhe é passada pelo defesa. Acredito que o VD venha a ter impacto similar.


comentar ver comentários (11)

 

Bas Dost, com 34 golos, melhor marcador do campeonato nacional de futebol.

 


comentar ver comentários (3)

 

Foi ter despachado meia equipa em Janeiro e trazer Geraldes e Podence de volta.

 

 

Tags:

comentar ver comentários (45)

Resultados do Sporting vs. Setúbal; duas vitórias, uma por 2 a 0 e outra por 3 a 0, cinco golos marcados, zero sofridos.

Resultados do Sporting vs. Boavista; duas vitórias, uma por 4 a 0 e outra por 1 a 0, cinco golos marcados, zero sofridos.

Resultados do Benfica vs. Setúbal; um empate e uma derrota, 1 a 1 e derrota por 1 a 0, um golo marcado, dois sofridos.

Resultados do Benfica vs. Boavista; dois empates, 3 a 3 e 2 a 2, cinco golos marcados, cinco golos sofridos.

Sporting, 12 pontos.

Benfica, 3 pontos.

A propósito disto.

Na época passada o Sporting foi superior a todas as equipas (se fossem contabilizados os resultados obtidos nos dois jogos como eliminatórias) nesta época o Benfica até conseguiu ser pior que o Setúbal.


comentar ver comentários (42)

«Acerca dos Pinhos, a pergunta que fica é: esfumaram-se da primeira divisão ou foram cuspidos para a segunda?»

JPT, neste texto do Rui Rocha


comentar ver comentários (6)
Recados
Pedro Correia

 

Não há haverá ninguém na SAD leonina capaz de dizer ao treinador da equipa principal de futebol para deixar de mandar recados com destinatários internos nas conferências de imprensa?

Por mim, ficaria agradecido.


comentar ver comentários (6)
22 Mai 17

Em tempo de guerra não se limpam armas, mas chegado este intervalo é a hora de fazer o balanço e de afirmar muito do que foi calado durante a época.

No final de um jogo onde alguns dos jogadores da Academia que andaram a rodar para ganhar estaleca deram a melhor conta possível no tempo e espaço que lhes foi oferecido, ouço o nosso treinador, com ar pesaroso e fatalista, a lavrar sentença procurando evangelizar o povo créu na religião da Academia, no sentido de que esta tem tido demasiado peso no plantel e que com ela e sem recorrermos a craques  - como "os outros que contratam jogadores de €20 milhões" - nunca teremos hipóteses de passar do que temos sido ao longo da última década e meia.

Foi há 24 horas e ainda estou de queixo meio caído.

 

Os "culpados"

 

Gelson, Ruben Semedo, Rui Patrício, Adrien, William, Beto, Esgaio mais tarde Podence são dos últimos a que me ocorre atribuir responsabilidades especiais pela má época. A estes juntaria Bruno César, Bas Dost, Alan Ruiz, Coates e Paulo Oliveira.

Junto a isto outro dado que me ocorreu pouco depois de ouvir o nosso treinador: Iuri Medeiros foi o segundo melhor marcador de entre os quadros do Sporting Clube de Portugal, marcou mais um do que Gelson e não se fez rogado em assistências.

 

Afinal porque tivemos uma época tão abaixo das expectativas?

 

Não sou fundamentalista da Academia. De todo.

Sou fundamentalista de ter no Sporting Clube de Portugal os melhores que podemos contratar e manter de forma sustentável. Sou fã de Bas Dost e acho que foi uma excelente aposta. Sei até que é impossível acertar em todas as contratações ou até na maioria. Mas também consigo ver quando a conversa atinge um patamar alheio aos factos.

 

A verdade é que este ano foi um daqueles anos em que mais suspirei por vários jogadores que já são nossos, da Academia e que, ou não estavam ao nosso serviço, ou permaneciam arredados do plantel.

Fi-lo sempre que Castaignos tocou na bola, sempre que no banco ou na bancada via jogadores que nem calçavam - como Meli. Sempre que Bryan Ruiz destruia mais um pouco a excelente imagem que tinha deixado e que o treinador teimava em exibir.

Fi-lo quando Campbell demonstrava que já tinha dado tudo o que tinha para dar e se mantinha entre os eleitos; sempre que Markovic tinha ainda mais uma oportunidade para revelar que já não era o que foi; sempre que Petrovic ocupava posição no meio campo. Sempre que Elias.... Aí cheguei a chorar (tal como quando Schelotto renovou em janeiro). Sempre que Douglas... quem? Sempre que Marvin fazia 10 jogos péssimos por cada um brilhante.

 

Saudades do Futuro

 

Foi uma época dolorosa, amenizada pela perspetiva de termos jogadores que estavam a amadurecer e a dar genuínas provas de que serão excelentes reforços.

Foi uma delícia ver o Francisco Geraldes e ficar com água na boca para o ver jogar mais. Foi muito bom ver Podence a conseguir aproveitar uma rara oportunidade que acabou por ter. É muito bom ver que Palhinha tem lugar nos 23. É muito bom imaginar Iuri a ser o segundo melhor marcador dos quadros do Sporting e a poder marcar os golos com a camisola certa.

Não fazem um plantel completo? Não. Nem todos serão titulares? Não. Mas atirar para fecho de época uma atorda de "ou compras jogadores de €20 milhões ou não chegas lá", também não engulo. Engulo... Faz-me lembrar o Imbula. Valha-me São Sinama-Pongolle!

Quanto investimos na época passada em assinatura, salários e passes de André, Elias, Markovic, Petrovic, Douglas, Campbell, Meli e outros que tais?

 

A camioneta de jogadores

 

Não, o Sporting não tem dinheiro para comprar uma camioneta de jogadores de 5 a 20 milhões cada para ter deles a mesma taxa de sucesso que tivemos este ano (de caras ficam para o ano Bas Dost e Alan Ruiz). Temos que conseguir fazer melhor, muito melhor com o que temos e com o que pagamos à nossa equipa técnica.

 

Bas Dost custou €10 milhões. Slimani €300 mil. Ambos craques, ambos matéria-prima para clubes campeões.

O que interessa não é comprar caro, é comprar bem e escolher bem em cada domingo. 

Enquanto assim não fizermos, e pegando no exemplo da época que termina, hei-de continuar a "chorar pelos meninos".

Saudações leoninas.

Tags:

comentar ver comentários (14)

Soube-se há pouco que o FC Porto, clube que ficou em segundo lugar na Liga 2016/17, prescindiu dos serviços de Nuno Espírito Santo. Ainda antes de se ter cumprido um ano da sua entrada em funções e no termo de um campeonato em que a Direcção portista se queixou o tempo todo de ter sido prejudicada pelas arbitragens, argumentário que não cola com o despedimento da equipa técnica.

O treinador facilitou de imediato o processo de decisão da SAD liderada por Pinto da Costa, que se prepara para contratar o sexto treinador em quatro anos: comunicou de imediato que abdicará dos dois milhões de euros adicionais a que tinha direito por cláusula contratual.

Presto-lhe a minha homenagem. Além de ser um bom profissional, infelizmente não reconhecido na estrutura directiva das Antas, Nuno é um verdadeiro senhor. Pudessem outros seguir-lhe o exemplo.


comentar ver comentários (6)

 

O Braga terminou o campeonato na quinta posição, a oito pontos do quarto lugar.

 

Tags:

comentar ver comentários (44)

 

O Sporting foi a equipa com mais golos marcados fora na Liga 2016/17: 31 no total. Mais quatro golos do que o FC Porto e mais oito do que V. Guimarães e Benfica.

 

 

Tags:

comentar ver comentários (30)
A estória da braçadeira
Edmundo Gonçalves

Apenas como curiosidade, relato aqui dois casos iguais, com desfecho diferente.

A importância que tem é praticamente nula, mas gostava que ficasse registado, para memória futura. Lá vai:

Em Abril, na 28.ª jornada frente ao Boavista, no regresso de Adrien desta última lesão, saiu Bryan Ruíz para entrar o capitão e William, que tinha a braçadeira, de imediato a passou a Adrien. Passados alguns segundos, talvez minutos, poucos, o árbitro parou o jogo e mandou que a situação voltasse à fase inicial, ou seja, que Adrien devolvesse a braçadeira a William. Confesso que travei na altura um debate com um grande amigo que comigo assistiu ao jogo, que dizia estar o árbitro certo. Nos dias seguintes na blogosfera leonina principalmente, o assunto foi a debate e eu próprio dei-me ao trabalho de consultar o International Board, bem como o regulamento da Liga e confesso que não cheguei a nenhuma conclusão.

Ora nesta última jornada, no jogo do Bessa entre Boavista e Benfica, aquando da substituição de Júlio César por Paulo Lopes, Eliseu, que era o capitão, passou a braçadeira ao guarda-redes acabado de entrar e... não se passou nada.

A propósito desta última situação, o ex-grande e fantabulástico árbitro e agora eminente apresentador de um programa sobre arbitragem, Duarte Gomes, diz que não há nada que contrarie esta situação. Remeto-os para a notícia, por ser fastidioso transcrevê-la na íntegra.

Juro que desde ontem que ando pesquisando sobre a situação ocorrida em Alvalade, mas certamente por inépcia minha, não encontrei nada.

Este pequeno postal sem importância tem apenas o intuito de mostrar como está o estado das coisas neste futebolzinho de merda que se vive em Portugal. O mesmo peso, duas medidas. E assim se entende como é que os encarnados são a equipa mais disciplinada da Liga. Pois!


comentar ver comentários (22)

Por curiosidade, aqui fica a soma das classificações atribuídas à actuação dos nossos jogadores no Sporting-Chaves pelos três diários desportivos:

 

Bas Dost: 21

Gelson Martins: 17

Matheus Pereira: 16

Beto: 16

Podence: 15

Adrien: 15

Jefferson: 15

Palhinha: 15

Coates: 14

Rúben Semedo: 14

Esgaio: 13

Francisco Geraldes: 12

Bruno César: 12

Gelson Dala: 1

 

 

Os três jornais elegeram Bas Dost como melhor jogador em campo.


comentar ver comentários (4)

Y1XFZ2KD.jpg

 

Marcou 34 golos no campeonato - mais do que os jogos que disputou nesta prova com a camisola do Sporting, metade do total de golos leoninos na Liga 2016/17. E 36 de verde e branco no total da temporada.

Desde Mário Jardel que não tínhamos um artilheiro de pé (e cabeça) tão quente como ele. Além disso é um exemplo de companheirismo e camaradagem, no relvado e no balneário. Alguém com fibra de Leão: tem espírito de equipa, é leal na disputa dos lances, nunca nega o contributo para as vitórias e detesta sair do campo derrotado, mesmo que o jogo seja a feijões.

Foi um verdadeiro reforço no Verão passado: por isso o aplaudimos em Alvalade como se tivesse sido sempre um dos nossos. É goleador máximo do campeonato português. E o vice-campeão dos goleadores da Europa, só suplantado por Messi.

O gigante Bas Dost.


comentar ver comentários (24)

«O Benfica tem vindo a urdir a sua teia, alargando a sua influência através de parcerias/alianças mais ou menos tornadas públicas: Marítimo, Rio Ave, Belenenses, Vitória de Setúbal, Tondela, Paços de Ferreira (agora), Braga (relação Vieira/Salvador). Perante isto, deveríamos continuar orgulhosamente sós?»

Pedro Azevedo, neste meu texto


comentar ver comentários (6)
21 Mai 17
Mundial de sub-20
Edmundo Gonçalves

Convocatórias e equipas encomendadas, dá nisto...

Tags: ,

comentar ver comentários (3)

Gostei

 

Da despedida do campeonato com uma goleada.  Três jornadas depois, ao cair o pano na Liga 2016/17, o Sporting venceu o Chaves por 4-1 em Alvalade. Terceira goleada da época. À partida, esperávamos bastante mais. Mas pelo menos terminámos bem.

 

De Bas Dost. Terceiro hat trick do holandês nesta Liga, somando 34 golos. Mais sete do que Slimani na época passada. Há 15 anos, desde Jardel em 2002, que o Sporting não tinha nenhum jogador a marcar mais de 30 golos num campeonato. Hoje foram mais três - dois dos quais de grande penalidade, confirmando que o holandês se tornou também um exímio marcador do castigo máximo. Só à sua conta, facturou metade do total de golos da equipa na Liga 2016/17. Uma vez mais, foi ele o melhor em campo.

 

De Gelson Martins. Outra grande exibição do nosso ala direito, que não se movimentou apenas nos terrenos mais adiantados: apoiou sempre a equipa nas manobras defensivas. Confirmou-se como o rei das assistências da turma leonina: foram dez, a última das quais hoje, assistindo Matheus Pereira para o terceiro golo.

 

De Beto. Hoje titular, substituindo Rui Patrício, confirmou que é um valor seguro entre os postes. Duas grandes defesas, aos 75' e aos 84', impediram golos do Chaves.

 

De Matheus Pereira. Estreou-se a marcar no último jogo da Liga, confirmando que o técnico pode contar com ele para a próxima temporada. Foi também ele a apontar o canto de que resultou o nosso segundo golo. Influente na dinâmica da equipa, foi um dos melhores em campo.

 

De Gelson Dala. O jovem angolano que tem brilhado no Sporting B estreou-se hoje na equipa principal. Só entrou à beira do fim, já no minuto 90, mas foi incentivado com calorosos e merecidos aplausos.

 

De ver o Sporting actuar com nove jogadores da formação. Beto, Esgaio, Rúben Semedo, Palhinha, Adrien, Gelson Martins, Matheus Pereira e Podence foram titulares. Francisco Geraldes entrou aos 69', substituindo Podence. Ficou demonstrado, mais uma vez, que a equipa nada perde se apostar na cantera leonina, antes pelo contrário.

 

Da homenagem às leoas. As campeãs nacionais de futebol feminino foram as estrelas do intervalo, quando o estádio lhes tributou uma sonora e justificada ovação.

 

Do apoio do público. Mesmo com duas derrotas nas jornadas anteriores, frente ao Belenenses e ao Feirense, esta noite compareceram 32.457 espectadores em Alvalade. Do princípio ao fim do campeonato, nunca faltou o apoio das bancadas à equipa.

 

 

Não gostei

 

Dos assobios a alguns jogadores. Em certos momentos, o público vaiou elementos da equipa, como Jefferson e Rúben Semedo. Não havia necessidade.

 

De termos chegado ao fim na terceira posição, só com 70 pontos na Liga. Menos 16 do que na época passada. Menos 11 golos marcados (foram 79 na Liga 2015/16) e mais 15 sofridos (vimos desta vez a bola entrar 36 vezes na nossa baliza). E a 12 pontos da equipa que conquistou o título. Tudo muito abaixo do que desejávamos quando ocorreu o pontapé de saída deste campeonato que não nos deixa saudades.


comentar ver comentários (24)

Já não me lembro bem se era (1ª) fumo de cigarro normal ou (2ª) vapor de cigarro electrónico. Ajude-me. Escolha primeira ou segunda.

fumo.jpg

Tags:

comentar ver comentários (10)

Especulemos um pouco sobre o futuro, à data em que a equipa de futebol sénior, masculina, do Sporting Clube de Portugal termina mais uma época.

A perspetiva de que Adrien Silva (28 anos) venha a sair do clube para ter currículo internacional na última parte da sua carreira, parece ser um cenário muito provável.

Se sai em pacote com William (25 anos) ou se William sai ou fica, já parece ser algo mais difícil de antecipar (sempre no campo das probabilidades).

Noto que vamos ter ainda uma montra entre 17 de junho e 2 de julho, a taça das confederações, que poderá ajudar a recordar, a nível global, a valia destes jogadores. Nesse sentido, tudo é possível, até mesmo a saída de ambos.

Depois há Gelson (22 anos). Posso estar enganado, mas creio que o assédio à mais jovem pérola titular indiscutível será real e de peso. Também acredito que não seria a melhor decisão de carreira do moço mas veremos

Juntando a isto as declarações recentes daquele que será o treinador do Sporting no início da próxima época sobre a necessidade de grandes mudanças que estão a ser discutidas e as bocas do presidente aos que ao verem o Sporting a passar vergonhas com “segundas e terceiras escolhas” se põe a recordar a valia subaproveitada da cantera, parece-me praticamente inevitável que venhamos a ter uma autêntica revolução no plantel, em todos os seus setores.

Novos laterais esquerdos, novos centrais, novos centrocampistas, novos extremos, novos avançados, tudo a ser suprido por uma mistura entre uma nova camioneta de jogadores contratados e prata da casa que ascende a sénior ou que está já na folha salarial mas em empréstimos.

Talvez no Benfica também haja uma mini-revolução na defesa e alguma coisa no meio campo, mas deverá ser menos drástica. O Porto também mexerá em algo mas creio que também revelará menos caras novas. É pelo menos o que parece (a esta data propícia a muitas mudanças nas próximas semanas).

Olhando friamente para as estatísticas que ainda há poucos dias eram referidas na TSF (aplicáveis em Portugal e em quase todos os campeonatos), a estabilidade no plantel é uma realidade que costuma coincidir com títulos. Não é condição suficiente para ganhar, mas é, salvo raras exceções, uma condição necessária.

Dito isto, e a confirmar-se este cenário de grande mudança em todos os setores com maior impacto no nosso plantel do que em qualquer outro dos três grandes, o Sporting partirá como candidato ao título pela quota  das “raras exceções”.  

Acho que não temos nada a perder em reconhecer isso, sem que tal sirva de desculpa ou atenuante ao nível de exigência que devemos colocar à equipa e aos técnicos. Se estamos nesta posição muito se deverá ao que não conseguimos construir na época que agora termina.

No fim de contas, as saídas que se avizinham até serão normais estando a discussão muito mais na capacidade de minimizar esse impacto numa única época (e assim evitar grandes ruturas numa só temporada) do que garantir que não ocorram de todo ao longo das respetivas carreiras dos nossos melhores jogadores.

Vejamos o que nos revelará o defeso e a pré-época na nossa casa e na dos outros mas, a esta data, diria que partimos como aquele que terá uma montanha maior para escalar para chegar ao título. E com um treinador que, a mim, pessoalmente, me tem parecido gerir o plantel com bitolas de exigências distintas quando se tratam de jogadores da casa, ou jogadores cuja contratação de raiz avalisou (já era assim no Benfica), sou levado a refrear ainda um pouco mais a expectativa com que me disponho a encarar a próxima época.

Estamos numa posição que, teoricamente, é a oposta àquela que tínhamos há exatamente um ano, quando terminámos o campeonato a jogar claramente o melhor futebol, com o plantel mais equilibrado. Mas convém não esquecer que entre o final de maio e o início do campeonato, muito mudou no ano que passou e esse capital de vantagem não veio a confirmar-se, de todo, na época que agora termina.


comentar ver comentários (2)

Mais logo despedimo-nos de mais uma época, sem glória. Apesar do esforço, da dedicação e da devoção de milhões de sportinguistas. Lá irei, não para responder a apelos para virar as costas, mas para apoiar o nosso clube. E para aplaudir vibrantemente, perante os milhares de sportinguistas presentes, a consagração das nossas leoas campeãs nacionais. Só por isso já vale a pena erguer o cachecol, único adereço que admito pois não uso lenços brancos. estou contente com o desempenho da equipa principal? Não. Claro que não. Mas estou feliz por estarmos na final esta tarde com os juniores femininos [edito o post para dizer as leoas mais novas se sagraram campeãs nacionais], a 1 ponto de sermos campeões nos juniores masculinos, de termos ganho 3-0 ao Porto em Iniciados, de termos ido ao Seixal espetar 2-0 no Benfica, em Juvenis e, claro está, nos 6-1 das leoas ao Boavista que nos deu o título, sem esquecer que a 4 de Junho estaremos no Jamor para a dobradinha, com a Taça de Portugal. E, calma, hoje ainda temos a final da taça challenge em Andebol, sendo que só falta ganharmos ao benfas para sermos campeões nacionais, ao fim de muitos anos. E de termos feito a dobradinha no râguebi, ontem mesmo com a vitórias das leoas na final da Taça de Portugal. É pouco? Não, é o ecletismo do Sporting Clube de Portugal. É o orgulho que todos devemos ter, pois somos um grande clube. Por isso, também por isso, logo lá estarei. Com o meu cachecol que tem a seguinte inscrição:

Sporting Clube de Portugal

Esforco, dedicação, devoção, glória! 

IMG_3274

 

IMG_3285


comentar ver comentários (3)
Iuri Medeiros
Pedro Correia

iurimedeiros[1].jpg

 

Na época anterior, ao serviço do Moreirense, marcou dez golos. Nesta época, envergando a camisola do Boavista, marcou oito e fez oito assistências - uma das quais ontem contra o Benfica, com influência directa nos dois golos axadrezados nesta partida, que terminou empatada.

Iuri Medeiros: o primeiro grande reforço do Sporting para a temporada 2017/18.

 


comentar ver comentários (6)

«A menos que Bruno de Carvalho tire um coelho da cartola, pouco ganha em despedir Jorge Jesus e pode ter muito a perder. JJ tem a faca e o queijo na mão, ou pelo menos a vantagem de ter, à partida, muito menos a perder.»

JCM, neste meu postal


comentar ver comentários (2)
20 Mai 17
Sem palavras
Ricardo Roque

Apenas que estive lá. E fiz a festa. A esperança não foi em vão. Parabéns leoas!

IMG_3281

 


comentar ver comentários (2)

comentar

comentar ver comentários (2)

Chega ao fim mais um "campeonato" de prognósticos, esperando que os nossos leitores queimem aqui os últimos cartuchos da temporada.

O jogo será o Sporting-Chaves, a disputar a partir das 20.15 de amanhã, com arbitragem de Jorge Ferreira. Hora esquisita, em véspera de um dia de trabalho, mas enfim...


comentar ver comentários (30)
Parabéns (1)
Pedro Correia

2066288-43320976-640-360[1].jpg

 

O único título de futebol profissional que este ano podemos festejar é o do Mónaco, novo campeão francês.

Treinado pelo "nosso" Leonardo Jardim, que permite ao Sporting encaixar 250 mil euros extra.

Dão-nos muito jeito.


comentar ver comentários (25)
Parabéns (2)
Pedro Correia

 

Pelo quarto ano completo e consecutivo desde que Bruno de Carvalho tomou posse como presidente do Sporting, venho dar os parabéns a todos os benfiquistas, que viram o seu emblema sagrar-se campeão nacional. Foi o último dos chamados três grandes clubes portugueses a sagrar-se tetracampeão - com dois técnicos diferentes a comandar a equipa ao longo deste tempo, iniciado pelo actual treinador do Sporting. Mas as coisas são o que são: manda o mais elementar desportivismo que saibamos dar os parabéns a quem venceu.


comentar ver comentários (40)

As nossas leoas jogam hoje aquele que poderá ser o jogo do título, contra o Boavista. Sem antecipar resultados nem entrar em euforias desmedidas, devo confessar que tenho uma enorme esperança que a nossa equipa feminina cometa a proeza de se tornar campeã nacional já neste sábado (também os juniores masculinos, em Alcochete...). Razão pela qual mais logo, pelas 16 horas, estarei em Ramalde, no campo do Inatel, com o meu cachecol a apoiar. Força leoas, vamos lá mostrar como se joga e trazer o caneco.


comentar

Autores
Pesquisar
 
Posts recentes

Tão preocupado que eu est...

Cuspiram acusações entret...

Os nossos comentadores me...

Balanço (1)

Boas notícias

Liga dos Palpites 2016/20...

Indigno

Os nossos comentadores me...

Os prognósticos passaram ...

Bas Dost versus Slimani (...

Arquivo

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Tags

sporting

comentários

memória

bruno de carvalho

selecção

prognósticos

leoas

jorge jesus

vitórias

há um ano

balanço

slb

campeonato

arbitragem

benfica

rescaldo

jogadores

eleições

mundial 2014

taça de portugal

liga europa

godinho lopes

ler os outros

nós

golos

clássicos

árbitros

futebol

euro 2016

comentadores

crise

marco silva

cristiano ronaldo

scp

análise

humor

formação

chavões

liga dos campeões

slimani

todas as tags

Mais comentados
158 comentários
155 comentários
152 comentários
136 comentários
136 comentários
132 comentários
Ligações
Créditos
Layout: SAPO/Pedro Neves
Fotografias de cabeçalho: Flickr/blvesboy e Flickr/André
blogs SAPO
subscrever feeds